Site oficial da família Cantú no Brasil
Esta página é uma parte do site oficial da família Cantú no Brasil. Durante as pesquisas, que começaram em 1980, informações de outras famílias foram levantadas pelo organizador (Alcir Paulo Cantú). Basicamente as famílias Brinkmann, Dolgener, Scapini, Manfroi, Defendi, Ewald e Heineck. Todas possuem um parentesco com o organizador.

RAMO

ANCESTRAL

DESCRIÇÃO

Cantú1

Domênico Cantú

RIN 221 - Árvore básica. Ramo de Domênico Cantú. Veio para o Brasil com a esposa Maria Valéria Podavite e com os filhos Lúcia, Giovanni Maria e Pietro Sílvio. Se instalaram originalmente em Arcoverde, Garibaldi, RS e hoje estão espalhados pelo Brasil.

Cantú3

Andrea Cantú

RIN 1458 - Ramo do italiano Andrea Cantú, que veio para o Brasil na década de 50 (SP) e com integrantes em SP e RJ.

Cantú4

Luigi Cantú

RIN 1252 - Ramo do italiano Luigi Cantú. Veio com sua esposa, um cunhado (provavelmente Pietro, que aparece como sendo Cantú no projeto Imigrantes) e os filhos Vitório Defendende (9 anos), Maria (7 anos) e Enriquetta (1 ano e 6 mêses) chegaram em Santos - SP em 31.10.1894 com o navio Pará. Luigi ficou algum tempo aqui no Brasil e voltou para a Itália. Vitório continou aqui. Luigi voltou para o Brasil em 01/10/1902 (agora com 44 anos). Aqui teve outro filho, David. Morou na região de Itápolis, Taquaritinga, Santa Eudóxia.

Cantú5

Carlos Cantú

RIN 765 - Ramo argentigo do italiano Carlos, nascido provavelmente entre 1860 e 1861, em Usmatti, Monza, Milão, Itália. Emigrou para a Argentina.

Cantú6

Antonio Cantú

RIN 1443 - Ramo do italiano Antonio. Dados do Museu da Imigração de São Paulo. Veio com mais familiares no navio "Giana" e chegou ao Brasil em 18/03/1888 com 36 anos.

Cantú7

Francesco Cantú

RIN 1506 – Chegou em 14/04/1886, com 21 anos. Reg 105414 do Museu da Imigração de São Paulo. Parece ter vindo sozinho.

Cantú8

Feliciano Cantú

RIN 1455 – Chegou em 18/03/1888, com 30 anos. Reg 185466 do Museu da Imigração de São Paulo. Parece ter vindo com a mulher Teresa com 44 anos e a filha Anna com 3 anos. Veio com o irmão Antonio com 36 anos, com a cunhada Antonia Bordon (mulher de Antonio) com 31 anos e quatro filhos (Cesare com 9 anos, Oberdan com 5 anos, Spartano com 4 anos e Ione com 1 ano)

Cantú9

Cesare Cantú

RIN 1525 – Ramo de Cezare que veio para o Brasil, foi para a Argentina e depois voltou para o Brasil. Dados fornecidos por Flavia Gabriel.

Cantú10

Carlo Cantú

RIN 1508 – Chegou em 31/10/1896, com 37 anos. Reg 717435 do Museu da Imigração de São Paulo. Presumo que tenha vindo com a mulher Maria  e dois filhos (Antonio com 7 anos e Marino com 4 anos)

Cantú11

Carlo Cantú

RIN 1513 – Chegou em 17/02/1897, com 29 anos. Reg 838011 do Museu da Imigração de São Paulo. Presumo que tenha vindo com a mulher Giulia com 24 anos. Teria vindo só o casal.

Cantú12

Cesare Cantú

RIN 1516 – Chegou em 29/11/1915, com 50 anos. Reg 1117695 do Museu da Imigração de São Paulo. Teria vindo só.

Cantú13

Francisco Cantú

RIN 1631 – Descoberto através do “familysearch”. Casado com Rosa Grisa e registrou o nascimento de duas filhas em São Sebastião do Caí.

Cantú14

Agostinho Cantú

RIN 3929 – Pai de Ida Cantú. Ida casou-se com Emilio Alessio Giuseppe Ghilosso. Ida faleceu em Porto Alegre em 1958.

Scapini

Cezare Scapini

RIN 1566 – Imigrante que teria vindo da Itália. Faleceu em 17/05/1914 em Linha Jacaré, Encantado, RS.

Brinkmann

Eberhard Henrich Brinkmann

RIN 800 - Descendentes do alemão Eberhard Henrich Brinkmann que veio para o Brasil e se instalou em Linha Imhof, atual município de Imigrante-RS.

Dolgener

Johannes Dolgener

RIN 213 - Descendentes do alemão Johannes Dolgener, que veio para o Brasil por volta de 1912 com o irmão Willi. Originalmente se estabelecem em Porto Alegre. Mais tarde, Johannes vai para Lajeado, enquanto Willi permanece em Porto Alegre até a sua morte, em 20/01/1934.

Heineck

Valentin Heineck

RIN 1638 – Imigrou em 15 de Janeiro de 1826 (chegada em Novo Hamburgo). Vieram na primeira leva de 1826, a mais numerosa do ano.
Chegou com a esposa e três filhos, vindo do Rio de Janeiro para Porto Alegre, no bergantim Carolina. Era o chefe da família número 5 na lista do bergantim. A família, assim como a maioria da primeira leva de 1826, deve ter cruzado o Atlântico no "Creole" ou no "Fortuna". Não se sabe ao certo.

Manfroi

Giosué Manfroi

RIN 1587A Família Manfroi tem sua origem no norte da Itália, na Região do Vêneto. Sua Província é Belluno e o Comune (Município) é Cencenighe Agordino (no povoado de Feltre). Era uma família muito ligada à Igreja Católica e que defendia os lugares Santos na época das cruzadas. Giosué Manfroi e Dorotea Faé tiveram dez filhos: Racchele, Battista, Cândido, Mansueto, Celeste, Mariana, Giuditta, Maria, Carlo e João Batista. Em 1887 a família estabeleceu-se em São Roque Figueira de Mello, Garibaldi, RS, exceto Racchele e Maria (faleceu em 1883), que ficou na região de Tirolo. O pai Giosué veio da Itália com o título de engenheiro construtor, com o objetivo de ajudar os padres a construir igrejas.

Defendi

José (Giuseppe) Defendi

RIN 219Veio da Itália somente com sua mãe e irmã, o pai já havia falecido na Itália, quando migraram para o Brasil. José veio da Itália com 18 anos de idade, ou seja, por volta de 1886.

Ewald

Anton Ewald

RIN 1751 – Imigrou para o Brasil em 1891 junto com o irmão PEDRO EWALD e uma irmã. Na mesma data vieram os senhores JACOB SCHEID, NICOLAU SCHEID, JOHANN SCHEID e PEDRO PETRY.



Árvores organizadas por Alcir Paulo Cantú. Qualquer crítica, sugestão ou correção pode ser enviada para familia@cantustange.com.br